CANDIDATOS COM LER PODEM SER CONSIDERADOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA?

com 2 comentários

    __ Gostaria de saber se é possível ao portador de LER ser considerado deficiente físico para efeito de concursos públicos quando a pessoa já esteve um longo período sem trabalhar e em benefício junto ao INSS.  J. Ricardo – Campinas / SP 

   Resposta: 

   Não parece razoável reconhecer na lesão por esforço repetitivo – LER – uma moléstia apta a enquadrar a pessoa na condição de portador de deficiência para efeitos de disputa em concurso público, e isso por duas razões.  A primeira porque para atividades que não demandem esforço suficiente para provocar a dor que caracteriza esse mal, o seu portador em nada estará em desvantagem em relação ao restante dos competidores; a segunda é o fato de que se as atividades típicas do cargo ou emprego público disputado forem meios capazes de deflagrar o processo de dor, normalmente insuportável e nas extremidades dos membros superiores, provavelmente será o caso de simples inaptidão para o desempenho dessas funções.

   Vale destacar que os especialistas não qualificam a LER como uma doença, mas como um fenômeno decorrente da vida em sociedade, já que ela surge e se desenvolve em atividades que demandam esforços contínuos, idênticos e repetidos, quase sempre ao longo de toda uma jornada diária de trabalho.

 

 

2 comentário sobre “CANDIDATOS COM LER PODEM SER CONSIDERADOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA?

  1. Cleucí Nunes Duarte

    Se vc. é portadora grave,você não conce seguira fazer a prova,ou seja,terá dor e terá que parar,vai ficar sim em desvantagem,a teoria é fácil,mas ser um portador ai a teoria muda.

     
    Reply
  2. Marli Creusa Suzano

    Concordo com a colocação da Cleucí. Quem é portador da LER, digita pouco, não pode fazer uso da caneta e nem segurar qualquer objeto mesmo por pequenos períodos.

     
    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>