Folha Dirigida - O maior site de concursos do Brasil

Blog Espaço Jurídico

CANDIDATOS COM LER PODEM SER CONSIDERADOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA?

com 2 comentários

    __ Gostaria de saber se é possível ao portador de LER ser considerado deficiente físico para efeito de concursos públicos quando a pessoa já esteve um longo período sem trabalhar e em benefício junto ao INSS.  J. Ricardo – Campinas / SP 

   Resposta: 

   Não parece razoável reconhecer na lesão por esforço repetitivo – LER – uma moléstia apta a enquadrar a pessoa na condição de portador de deficiência para efeitos de disputa em concurso público, e isso por duas razões.  A primeira porque para atividades que não demandem esforço suficiente para provocar a dor que caracteriza esse mal, o seu portador em nada estará em desvantagem em relação ao restante dos competidores; a segunda é o fato de que se as atividades típicas do cargo ou emprego público disputado forem meios capazes de deflagrar o processo de dor, normalmente insuportável e nas extremidades dos membros superiores, provavelmente será o caso de simples inaptidão para o desempenho dessas funções.

   Vale destacar que os especialistas não qualificam a LER como uma doença, mas como um fenômeno decorrente da vida em sociedade, já que ela surge e se desenvolve em atividades que demandam esforços contínuos, idênticos e repetidos, quase sempre ao longo de toda uma jornada diária de trabalho.

 

 

Escrito por Correia

13/04/2012 às 19:43

2 Respostas para 'CANDIDATOS COM LER PODEM SER CONSIDERADOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA?'

Acompanhe os comentários com RSS ou TrackBack para 'CANDIDATOS COM LER PODEM SER CONSIDERADOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA?'.

  1. Se vc. é portadora grave,você não conce seguira fazer a prova,ou seja,terá dor e terá que parar,vai ficar sim em desvantagem,a teoria é fácil,mas ser um portador ai a teoria muda.

    Cleucí Nunes Duarte

    18/04/2013 em 16:56

  2. Concordo com a colocação da Cleucí. Quem é portador da LER, digita pouco, não pode fazer uso da caneta e nem segurar qualquer objeto mesmo por pequenos períodos.

    Marli Creusa Suzano

    14/06/2013 em 11:28

Deixe uma resposta